quinta-feira, 23 de setembro de 2010

O primeiro dia

Quantas e quantas vezes já ouvi alguém dizer que se deve viver como se fosse o último dia de sua vida? Quantas vezes se ouve falar por aí que ver todas as coisas como se fosse pela última vez faz com que você aproveite as coisas ao máximo?

Perdoem-me os que criaram essa teoria, e também os adeptos a ela.

Mas não posso fazer isso comigo.

Isso porque pensar que hoje é meu último dia me faz concluir que eu já vi e fiz tudo o que deveria ter visto e feito durante essa vida, sobrando espaço apenas para um e outro ajuste que eu estou empurrando há tempos com a barriga.

Prefiro ver a vida como se esse fosse meu primeiro dia aqui nesse mundo.

Experimente fazer isso. Sinta que é a primeira vez que vê as coisas. Olhe para as árvores, para as plantas, para os cachorros de rua, para o céu, para você mesmo no espelho, para o porteiro do seu prédio, para o cobrador do ônibus, para a sua família, para o seu quarto, para a sua namorada, para os seus amigos...

E você sentirá uma vontade tremenda de conhecer tudo.

Uma vontade de chegar até as árvores e lhe sentir a textura, coisa que certamente há muito tempo você não faz...

Uma vontade de falar com o porteiro, por quem você passa todos os dias e nem dá atenção, e perguntar como é a sua vida, se está com fome ou frio, falar sobre sua família, sentir vontade de conhecer seus filhos e sua mulher...

Vontade de escanear o céu e poder gravar na memória cada um dos traços e dos desenhos que as nuvens formam...

Vontade de falar com a pessoa que você ama e sentir todo esse amor como da primeira vez; e falar que a ama como falou da primeira vez; e a beijar como se fosse o primeiro beijo; e descobrir todo dia mais e mais as coisas que ela gosta e que a fazem feliz...

Vontade de olhar para todas as coisas e descobrir o quanto você deseja conhecê-las.

Fique feliz.

Esse é o primeiro dia.

De todos.

46 comentários:

  1. E assim, permanecerei o que sou e o que gosto de ser, uma constante surpresa para mim mesmo. Este eu que não foi criado nem por meu pai, nem por minha mãe, nem pela minha escola, mas por tudo aquilo que vivi até hoje, que esqueci de repente, e estou descobrindo de novo. como se fosse a primeira vez! *--*

    ResponderExcluir
  2. Que linda as suas palavras ! continue sempre assim ..

    ResponderExcluir
  3. Nossa, que lindo! Penso como você e sempre dei tanto valor as simples coisas da vida. E lendo suas belas palavras, percebo que neste momento, tenho colocado um véu em meus olhos e enxergado mais a profundidade da vida, os problemas e obstáculos. Preciso voltar a viver meus dias como se fossem os primeiros.

    Belo texto, parabéns! Aliás, belo blog! Me identifiquei demais. Está nos meus favoritos.
    Obrigada pela visita e comentário.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  4. "É preciso amar as pessoas
    Como se não houvesse amanhã
    Por que se você parar
    Pra pensar
    Na verdade não há..."
    Gostei muito do seu texto, obrigada por sua visita ao "delírio da bruxa."
    Abraços
    Denise

    www.odeliriodabruxa.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Boa, cara!

    É uma outra maneira e um outro ângulo...
    Acima de tudo, o que importa é viver!
    Intensamente!
    Curtir e sorver cada hora, cada minuto, cada segundo, cada oportunidade!

    Parabéns pelo teu blog, você escreve muito bem e me pareceu muito sensato!

    Abração e sucesso!

    ResponderExcluir
  6. Assim que li as primeiras interrogações eu sabia que seguiria o mesmo raciocínio que você usou no texto. Viver como se fosse o primeiro dia.

    Obrigado pela visita e continue escrevendo assim.

    ResponderExcluir
  7. aaaae alguém que saiu do famoso clichê da vida e falou de fato sobre algo interessante. Adorei essa idéia de vivermos como se estivéssemos aqui pela primeira vez. Muito bom
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Todo cliche e regra de vida não é bom!!! Viver como se fosse o primeiro dia dificulta um pouco também, porque teria que deixar deladonossas vivências,mas pelo lado lúdico da vida,sim,é válido valorizar e ver até aquele caminho que se faz todosdias,vc sempreve coisas novas,aperspectiva lúdica de novidade sim,essaéincrível.
    Muito legal seu blog,abs

    ResponderExcluir
  9. Obrigada pela visita e pela palavras moço!
    Relamente pensar assim é mais reconfortante mesmo!
    Voltarei por aqui também.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  10. Amar como se fosse a primeira vez...
    Tão bonito!

    beijo moço!

    ResponderExcluir
  11. Oi,Marcos!Obrigada pela visita.Realmente viver cada dia como se fosse o último não é lá muito bom.VocÊ tem razão se encantar com cada dia como se fosse o primeiro me parece bem mais interessante, ver as coisas com olhos de novidade e não o de mesmice.
    Uma ótima semana!
    Beijosss

    ResponderExcluir
  12. ainda bem que gostaste :)
    tens um blog mesmo giro :p

    ResponderExcluir
  13. Pode deixar que eu aviso se algum dia isso acontecer haha.
    Adorei aqui também e gostei bem mais da sua teoria do que da - viva todo dia como se fosse o último =)beijos

    ResponderExcluir
  14. Viver como se fosse o ultimo não, esse é o primeiro dia do resto de sua vida. Boa filosofia.

    ResponderExcluir
  15. Oi , Marcos !
    Obrigada pela visita e por seguir-me.

    Te Sigo também ...
    Muito bom seu texto. Voltarei sempre .

    Bjo e um dia de Alegrias ...

    ResponderExcluir
  16. Olá!
    É, sabe, você tem razão...
    Mas, isto não seria viver intensamente, sem medos de se entregar, como se fosse o último dia?
    Bela reflexão!
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  17. A vida é difícil (se não fosse não teria graça) complicada (pq a gente mesmo complica) mas é bela! mesmo em tons de cinza.
    Lindo blog.

    BeijooO*

    ResponderExcluir
  18. Olá.

    Obrigada pela visita.
    Amei seu blog e o texto.
    Já virei seguidora
    bjos.

    ResponderExcluir
  19. Sabe, eu penso/pensava assim. rs
    Mas nunca coloquei na prática, acho que muita gente também. Porque falar é fácil, viver não.
    Ótimo texto.
    Aahh e valeu pelo coment no meu. Bem vindo sempre =)
    BjO

    ResponderExcluir
  20. Olá Marcos, obrigada pela visita lá no Encanto e Dsensencanto. Eu gostei daqui e já sigo você. Gostei dos desenhos negros e brancos no fundo.
    Olha, já pensei tanto nessa teoria, que por mais que quisesse vivê-la, tmb não consigo, por ser uma pessoa muito sonhadora, já faço sonhos e planos para o dia seguinte rsrsrs.
    Tô contigo
    beijones

    ResponderExcluir
  21. Primeiro obrigada pela visita lá no Sook e por ter gostado do blog. *---*

    Adorei o texto. Você escreve muito bem mocinho!
    Bom gosto muito da filosofia de viver intensamente, mas não sou muito adepta dela, assim como você disse acho que temos que aproveitar o dia observando tudo a nossa volta. Isso vale muito.

    Boa semana querido. Volte no Sook de novo, sempre será bem vindo.
    Xoxo

    ResponderExcluir
  22. Ola Marcos,

    Obrigada pela visita no blog; bom que ele serviu pra alguma coisa.. rs.
    E gostei muito do texto! acho que hoje em dia, (mta gente) todo mundo anda tao ocupado que talvez nem pense em "viver como se fosse o ultimo dia" e mto menos em viver como se fosse o primeiro... e dae o resultado eh o mundo ficando doido.
    Mas eu concordo que temos que viver como se fosse o 1 dia, nao podemos perder o encanto da vida nunca e muito menos ficar preocupando (a toa) se hoje sera o ultimo dia, pois no fim, a gente nunca vai saber msm.
    So me vem uma musica na cabeca: "viver e nao ter a vergonha de ser feliz" (cliche-velha).
    E eh isso, fiz um post aqui. :)

    Volto qdo puder. Ate mais.

    ResponderExcluir
  23. Também gostei daqui, Marcos. Ótimos textos. Volto com certeza. Abraço!

    ResponderExcluir
  24. Pois é, Marcos, você tem razão. Essa história de viver como se fosse o último dia, dá uma tristeza danada. A gente passa a ver as coisas com melancolia, desespero.
    O importante é enxergar o mundo sob novo prisma.
    É ver as mesmas coisas com novos olhos.
    BeijO*

    ResponderExcluir
  25. TEmos sim que viver intensamente a vida,,,nao deixando tempo pra perder as melhores passagens...abraços amigo e uma bela semana pra ti,,,,

    p.s. nao encontrei a janelinha dos seguidores...

    ResponderExcluir
  26. Então fica combinado assim: "hoje" será sempre o primeiro dia, o melhor e mais cheio de emoções!!!!
    Adorei seu blog... estou seguindo vc!!
    Bjão

    ResponderExcluir
  27. Olá, rapaz!
    Vi vc no blog da Lara Amaral http://laramaral-teatrodavida.blogspot.com/

    Até que enfim achei alguém que concorde com a minha ideia... exatamente isso, rapaz! Viver o dia como se fosse o primeiro... claro! Quando me arrisco e comentar isso com alguém, torcem o nariz... Mas é claro... é muito mais fácil seguir os clichês e não questionar...
    Viver o dia como se fose o último seria muito triste, acho que eu iria chorar o dia todo de saudade... não simples medo da morte, apenas saudade mesmo, direito meu.
    Viver o dia e a vida como se tudo fosse a primeira vez faz com que a gente e permita ao espanto, à surpresa, ao encanto... E não nos acostumemos à comodidade, ao mecãnico... à regra que hoje impera, o saber tudo... Prefiro ser burra e descobri a cada dia o que parece óbvio... meu estrabismo faz com que eu preste mais atenção às coisas... Doçura de burrice, como dizia a Lispector.
    Nem preciso dizer que adorei o texto, mas digo: A-DO-REI!

    Grande beijo.

    Álly.

    ResponderExcluir
  28. Obrigada por visitar meu cantinho!
    E ainda bem que aqui vim, porque dá gosto ler o que escreve, e pode ter a certeza que hoje também este é o primeiro dia que aqui venho, o primeiro de muitos outros! :)
    Gostei de conhecer o seu espaço e belo pensamento aqui ficou!

    Beijinho

    ResponderExcluir
  29. Que bonitas palavras Marcos.
    adorei seu blog , onde voce exterioza seus sentimentos e faz seu dia virar poesia! Parabéns.
    Obrigada pela visita.
    Volto e como é de praxe seguindo-te rs
    abrços

    ResponderExcluir
  30. Oi, Marcos!

    Sabe que nunca tinha visto a situação por esse ângulo? Mas agora tenho que concordar com você! Quando vemos o mundo como se fosse a primeira vez, nos deslumbramos com as pequenas coisas, justamente aquelas que normalmente deixamos passar! :)

    Obrigada pela visita!

    Um beijo!

    ResponderExcluir
  31. Marcos,
    gostei de tua explanação, de tua profundidade em avaliar o contexto de tudo.
    A tua forma suave de ascender a chama da fraternidade, de sairmos de nós e olharmos para os lados, ver a vida, as pessoas a natureza.
    Sim vivermos sim um dia de cada vez e não agindo de forma como se fosse o ultimo, apesar que a dita frase não é seguida de forma ao pé da letra, mas de forma de viver, viver e viver. O amanhã não existe, quando não sabemos se daqui a 5 minutos estaremos fazendo parte ainda desse mundo. Por isto que se usa a frase que colocaste acima.
    Mas vivamos meu querido. Na plenitude de ser. Sem contar os ouros materiais da terra, sem a busca do ter, mas o de semprre ser o que somos se auto melhorando e se definindo na razão do criador.

    Adorei estar aqui e ler tuas escritas tão bem explicativas na tua forma de pensar.
    parabéns

    Bjs
    Livinha

    Obrigado pela visita em meu recanto. Adorei, volte sempre!

    ResponderExcluir
  32. Ola Marcos
    Passei para conhecer o seu blog. Gostei do que li aqui. Vou voltar.
    Te sigo
    Bjux

    ResponderExcluir
  33. Lindo!

    Tudo que acontece pela primeira vez fica marcado na memória, o inicio sempre trás o prazer do novo...a vida deveria ser um eterno começo.

    Te seguindo também.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  34. "Vontade de olhar para todas as coisas e descobrir o quanto você deseja conhecê-las."

    Bom conhecer esse cantinho de palavras escorregando pelas paredes e inundando o chão com a magia da vida cotidiana.
    Obrigada pela visita, esteja sempre a vontade, assim como já me sinto.
    Beijos

    ResponderExcluir
  35. Bom encontrar gaúchos por aqui, vim agradecer a visita lá no blog e dizer para voltar mesmo quando quiser.Um beijinho e gostei dos teus dois blogs,tb voltarei.

    ResponderExcluir
  36. Olá!
    Cheguei aqui através de amigos em comum...
    E amei as tuas escritas...
    Você escreve divinamente!
    Parabéns!

    Tenha uma linda semana.
    Bjos!

    ResponderExcluir
  37. "ama e sentir todo esse amor como da primeira vez".

    Que lindo! O texto por completo é. A beleza está na delicadeza que você usou para conduzir letra por letra.
    Poético!

    Beijos Marcos.

    ResponderExcluir
  38. Concordo plenamente com você, suas palavras disseram tudo, devemos sempre agir como se fosse a primeira vez, assim sentiremos mais vontade de viver ... Bjo

    ResponderExcluir
  39. Perfeita definição...
    ver tudo com olhos de primeira vez..
    Sem dores e despedidas.
    estou retribuindo a visita.
    Gostei muito do que vc escreve.
    Beijos

    ResponderExcluir
  40. Gostei desse texto.. nunca tinha parado pra pensar nessa perspectiva. Aliás, tem até um post no meu blog sobre carpediemar..

    Pensando bem, talvez seja mesmo melhor viver como se fosse o primeiro dia. Entretanto, acho que em tudo deve haver equilíbrio. Viver como se fosse o primeiro dia é dar valor às coisas simples e senti-las realmente. Viver como se fosse o último dia, é não deixar de falar, fazer e sentir nada depois. Ambas as perspectivas são convincentes, contando que aproveitemos o melhor de cada uma!

    To seguindo! :*

    ResponderExcluir
  41. Que sensibilidade! Pensar assim a partir de agora, deve me dar um gás. Sinceramente, sua forma de reestruturar as coisas e passá-las, foi fantástica. hahahah tô sua fã, agora. Muito, mesmo!

    beijão

    ResponderExcluir
  42. Eeei!
    Passei aqui pra agradecer seu comentário no Transbordando e me deparei com esse texto tão lindo e inusitado. Eu nunca tinha pensado por esse ângulo e era uma daquelas pessoas que acredita no viver o dia como se fosse o último. Que tolice, não?
    Ainda bem que vim aqui te ler e você me abriu os olhos.
    Amanhã a primeira coisa que farei será tocar uma árvore.

    Grande beijo.

    Vou te linkar.

    ResponderExcluir

Olhares estrábicos