segunda-feira, 3 de outubro de 2011

A verdade

    Afinal, o que é a verdade? Que verdade busco? Existe verdade?

    Maquiavel, Maquiavel. Não sabe não sabes o tanto de dúvidas que plantas em uma existência! Chegar ao COGITO até foi uma boa: sei que existo, pelo menos.

    Mas o que mais existe? Essa aula? Pode ser um sonho. Os meus amigos? Posso ser esquizofrênico. As leis da física? Posso estar lidando com um Deus brincalhão que gosta de tirar com a minha cara. Sequer o tempo existe somente da forma que conheço, e sabe-se lá que outras formas pode assumir.

    A única certeza? Penso, logo existo.

domingo, 19 de junho de 2011

Saudade...

Não parece que faz tão pouco tempo... faz cinco horas que você saiu de casa e eu estou aqui com uma saudade tremenda...

E que disse que adianta fazer alguma coisa?

Fiz desenhos

Escrevi

Assisti seriados

Deitei no tapete

Comi doce de abóbora

Li o Livro de mórmon...

E que disse que a saudade passa?

Sem você tudo fica estranho, eu sinto saudades do mundo...

Talvez porque você seja o meu mundo...

terça-feira, 26 de abril de 2011

Depois de tanto tempo...



Sabia que meu amor nunca diminuiu?

Sabia que os mesmos suspiros que eu dava quando te conheci ainda podem ser ouvidos cada vez que eu fico longe de você e sinto saudades?

Sabia que mesmo convivendo o tempo todo com você; mesmo vendo você acordar todos os dias; mesmo estando do teu lado o tempo todo... Eu ainda não consegui encontrar sequer um defeito seu?

Sempre vou amar você pra sempre...

segunda-feira, 21 de março de 2011

De Volta

Nunca pensei que a primeira postagem de 2011 demoraria tanto pra sair... É que são tantas coisas, tantos rumos a se escolher e seguir...

De volta. Mais uma vez. disposto a sacudir a poeira e a tirar o cheiro de mofo desse computador. 

A vida é bonita como ela só.

segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

Viajem...

Chuva...

Dentro do ônibus, um Universo que me esmagava por sua pequenez e previsibilidade.

O mundo lá fora se tornava cada vez mais embaraçado e invisível conforme caía a chuva...

Outro mundo era deixado para trás...

Ahh! Mas esse mundo era diferente! Esse mundo é mágico!

Não existe um mundo melhor. Não que ele seja grande, cheio de riquezas... Não! Esse mundo é composto de dois braços, dois olhos brilhantes e um enorme sorriso...

Não existem muros de concreto nem de aço ao redor desse mundo, mas é lá que eu me sinto mais seguro...

Quando estou nesse mundo, a única coisa que pode me preocupar é o medo de perdê-lo...

Ao sair dele, a única coisa da qual se ocupa minha mente é voltar para ele o mais rápido possível...

E permanecer nele eternamente.

terça-feira, 26 de outubro de 2010

É ela!

Eis a constatação a qual todos os homens querem chegar...

Quem não gostaria de olhar para uma menina e dizer: "Sim! É ela!"

Há quem duvide da existência dessa menina dos olhos brilhantes que, segundo se conta, deve estar andando despreocupada por aí, com os cabelos balançando ao vento...

Eu quase cheguei a desistir também...

Enterrado em minha pacata cidade, pensava que jamais a encontraria. Afinal, o mundo é tão grande.

Mas, enfim, as coisas começam a acontecer. Você adianta uma viagem em 2 dias. Ela adianta em 5. Você chega em uma cidade nova. Você a vê saindo da cidade e a conhece...

Nunca esquecerei esse dia em que, ao passar pela frente daquela porta fechada, ela abriu-se de surpresa e ela saiu...

E nosso olhos se cruzaram.

E, no íntimo do meu ser, em todas as fibras do meu corpo, senti se propagar uma certeza uníssona:

É ela.

segunda-feira, 25 de outubro de 2010

quarta-feira, 20 de outubro de 2010

E tudo seria tão diferente...

Sim. Saber que ela viria faria tudo diferente.

Os dias não seriam cinzas esperando a água da chuva carregá-las...

Os dias seriam doce espera, olhares atentos para o ramo da plantinha de onde surgiria uma belíssima e única 

FLOR.

terça-feira, 19 de outubro de 2010

Quero estar contigo para sempre

Sabe que contigo tenho aprendido muitas coisas?

Aprendi que o amor não faz sofrer; e se fizer sofrer, não merece receber o nome de amor.

Aprendi que existem coisas na vida que são inevitáveis. Te encontrar foi uma delas.

Aprendi que amar é dobrar a vida; é viver 48 horas por dia; é sentir a vida pulsando a cada segundo; é sentir que o tempo é eterno e que os bons momentos jamais passarão.

Aprendi que na vida tudo tem um propósito, um fim; aprendi que os dias que passamos nesse mundo têm uma finalidade; aprendi que basta olhar para quem se ama para surgir um sorriso no rosto que escapa ao controle e invade toda a vida.

Os dias já não são mais vazios.

As horas já não passam mais devagar. São eternas do teu lado.

E agora sei o que se quer dizer quando se fala: "Eu quero estar ao teu lado para sempre."

Eu sinto isso.

quarta-feira, 13 de outubro de 2010

terça-feira, 5 de outubro de 2010

O Universo conspirava a nosso favor... E eu achava que era contra

E eu ainda achei que ia ficar sozinho pra sempre...

Que as pessoas iam passar por mim e balançar a cabeça como se balança para aqueles que nunca conheceram a felicidade...

E que o mundo era assim mesmo, cinza, cheirando a óleo queimado...

E que todas as meninas eram de plástico...

Corpo, vida e coração de plástico...

E que eu nunca fosse encontrar alguém que fosse realmente vida...

E coração, e nervos, e intestinos, e suor, e lágrimas, e ser que inspira, expira, e vive...

E voa.

Como dizia Coélet, filho de Davi...

O sol se levantava, o sol se punha, voltando depressa pro lugar de onde surgiria de novo...

O vento soprava para o sul, depois para o norte, e girando e girando, ia dando as suas voltas...

Todos os rios corriam pro mar, e o mar nunca tranbordava...

Mesmo que chegassem a seu fim, os rios nunca paravam de correr...

As coisas que aconteciam, aconteceriam de novo, debaixo do sol não havia nenhuma novidade...

Do riso eu dizia: "Tolice!" e da alegria: "Pra que serve?"

E os dias eram tristes...

Mas então surgiu uma luz...

E ela era tão forte que virei o rosto para o lado com medo de que ele fosse queimado...

Mas logo olhei seus olhos...

E vi que eles me olhavam...

E nunca ninguém tinha me olhado assim...

E hoje já não tenho medo que a luz me queime...

É ela que me dá vigor, e força, e alegria...

E agora sei porque as coisas se movimentavam daquele jeito...

O sol, os ventos, os rios...

Tudo se movimentava para que a gente se encontrasse...

O Universo conspirava a nosso favor...

E eu pensava que era contra...

De tudo ficaram três coisas...

A certeza de que a amo...

A certeza de que o mundo é bom...

A certeza de que quero ser feliz para sempre com ela...

Eu a amo.

Mais do que qualquer pessoa pode amar no mundo.

Tinha um sonho...

...mas não acreditava nele. Quem ousaria sonhar algo tão sublime, algo tão transcendente quanto isso? Quem poderia um dia querer algo dessa magnitude sem ter medo de ser esmagado? Quem poderia imaginar uma vida onde o outro está ligado a você de uma forma totalmente inseparável?

Bastou ela aparecer, então. Apareceu num desses dias que de tão intensos, não se esperava que nada acontecesse; afinal, tudo sempre acontece "numa manhã calma de primavera..."

Surgiu como se surge uma flor exatamente debaixo da sua janela, perspicaz, límpida, delicada e colorida.

Tinha uma flor no meio do meu caminho. E minha vida nunca mais foi a mesma.

Sempre te amo pra sempre, Sâmy.

quarta-feira, 29 de setembro de 2010

Caminhava



Meu pescoço doía enquanto eu olhava os prédios altos, em sua conspiração silenciosa para caírem sobre mim.

Minha cabeça zonza de fumaça e barulho girava.

Uma bolha no pé incomodava ao andar.

Mas, sobre uma árvore, um pequeno pássaro cantava.

PS - Era o mais belo dia de todos.


quinta-feira, 23 de setembro de 2010

O primeiro dia

Quantas e quantas vezes já ouvi alguém dizer que se deve viver como se fosse o último dia de sua vida? Quantas vezes se ouve falar por aí que ver todas as coisas como se fosse pela última vez faz com que você aproveite as coisas ao máximo?

Perdoem-me os que criaram essa teoria, e também os adeptos a ela.

Mas não posso fazer isso comigo.

Isso porque pensar que hoje é meu último dia me faz concluir que eu já vi e fiz tudo o que deveria ter visto e feito durante essa vida, sobrando espaço apenas para um e outro ajuste que eu estou empurrando há tempos com a barriga.

Prefiro ver a vida como se esse fosse meu primeiro dia aqui nesse mundo.

Experimente fazer isso. Sinta que é a primeira vez que vê as coisas. Olhe para as árvores, para as plantas, para os cachorros de rua, para o céu, para você mesmo no espelho, para o porteiro do seu prédio, para o cobrador do ônibus, para a sua família, para o seu quarto, para a sua namorada, para os seus amigos...

E você sentirá uma vontade tremenda de conhecer tudo.

Uma vontade de chegar até as árvores e lhe sentir a textura, coisa que certamente há muito tempo você não faz...

Uma vontade de falar com o porteiro, por quem você passa todos os dias e nem dá atenção, e perguntar como é a sua vida, se está com fome ou frio, falar sobre sua família, sentir vontade de conhecer seus filhos e sua mulher...

Vontade de escanear o céu e poder gravar na memória cada um dos traços e dos desenhos que as nuvens formam...

Vontade de falar com a pessoa que você ama e sentir todo esse amor como da primeira vez; e falar que a ama como falou da primeira vez; e a beijar como se fosse o primeiro beijo; e descobrir todo dia mais e mais as coisas que ela gosta e que a fazem feliz...

Vontade de olhar para todas as coisas e descobrir o quanto você deseja conhecê-las.

Fique feliz.

Esse é o primeiro dia.

De todos.

A verdade

Senti suas mãos quentes me tapando a visão, olhei para trás e vi teus olhos grandes me olhando e derramando um fluido extremamente brilhante que entrava pelos meus olhos e inundava toda a minha vida...

Olhei para dentro de mim e perguntei-me: "Existe alguém mais feliz e completo e tranquilo e confiante do que eu depois que te encontrei?"

Em verdade, responder "não" a essa pergunta foi a coisa mais sensata que já fiz em toda a minha vida.